quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Minha Querida Professora

Pois é, acreditem ou não, depois de muitos surtos esquizofrênicos, eu estou no último ano de psicologia. Não sei se choro ou comemoro, por enquanto eu só dou risada. Explico.
Segunda-feira eu entro na aula, atrasada, e sento no meu lugar de sempre. A professora fala coisas bacanas, ela dá aula super bem, mas por algum motivo eu não conseguia prestar atenção.
Comecei a ficar super incomodada e finalmente entendi o que estava pegando: eu conhecia ela de algum lugar. Mas, de onde? Será que eu briguei com ela? Ela me odeia? Eu a odeio? Eu fiz entrevista com ela?
Tudo passou pela minha cabeça. E continuava sem prestar atenção no que ela falava.

- Quando vocês estiverem atendendo, bla bla bla whiskas sachet, vocês precisam, olá thayz, quem sou eu? Segundo a psicoterapia breve... vc não sabe quem eu sou, lero lero.

Juro que tentei desencanar, mas a minha capacidade de ter que saber o que está acontecendo era maior do que qualquer coisa. E tinha mais um agravante, ela tem um cabelo preto, uma franjona enorme e óculos de grau com uma armação bem pesada. Então, como diabos poderia esquecer de um rosto tão marcante?
E aí, comecei a pensar nela sem a franja e o óculos.
Tudo começou a clarear, finalmente sabia quem era: a cópia feminina do Adam Sandler.
E aí, eu ri, gargalhei, surtei no meio da sala de tanto rir. Minha professora olhou pra minha cara e perguntou:

- Que foi? Tô falando alguma coisa engraçada, é? Sou eu? 
- Não, professora, eu lembrei de uma coisa muito louca.

E eu fiquei lá pensando em todos os filmes do Adam Sandler e de como seria interessante se os dois fizessem algumas cenas juntos. Imagina só, ele tem uma irmã gêmea e não sabe. Eu poderia vender essa informação para ele e ficar RYCAH. Eu poderia prestar atenção na aula também e parar de imaginar mil roteiros na cabeça, né?

Pelo menos minhas aulas de segunda-feira serão sempre divertidas.




3 comentários:

Luciana Nepomuceno disse...

Menina, você me mata de rir. A hora do devaneio foi hilária. Isso é que fim de curso, hein.

Caso me esqueçam disse...

ela poderia ser dublê dele ;)
e como deve ser feia essa sua professora!

Alunos do IFRN - Ipanguaçu disse...

Olá Thays,

Adorei seu blog,não conhecia. Sou adepta dos ideais feminista apesar de não ter oportunidade de participar de nenhum movimento.
Ficarei acompanhando.

Att,
Jailma.