quinta-feira, 26 de maio de 2011

Na clínica de cirurgia plástica

Essa história é baseada em fatos reais.
 
O meu colesterol está um tanto alterado e por isso resolvi ir no endocrinologista como uma forma de adiar o início da minha alimentação saudável e atividades físicas. Para isso, pedi indicações para minhas colegas da faculdade e uma santa alma indicou um médico. Liguei lá, toda feliz, marquei a consulta e ontem finalmente chegou o dia.
Cheguei lá metade empolgada e metade triste pelo fato de ter que iniciar uma vida saudável. Falei com a recepcionista e ela pediu pra aguardar, sentei lá e comecei a ficar apavorada com a quantidade de mulheres operadas. E pior: elas estavam conversando sobre como é importante uma mulher ficar com a barriga retinha e o peito durinho para seu marido. Eu ri baixinho e falei pra mim mesma: que absurdo. A menina que estava do meu lado riu também e perguntou: essa não é a sua prioridade, né? E ai começamos a conversar sobre plásticas, eu comecei a explicar o motivo de não querer fazer e ela perguntando quanto eu coloquei de silicone nos seios.
Tudo bem, eu sou peituda, mas perguntar assim do nada se eu coloquei silicone é demais, né? Fiquei meio ofendida, mas respondi que não coloquei silicone. A menina que estava conversando comigo tinha 19 anos e disse que tinha colocado silicone há algumas semanas atrás. Por sorte (ou por azar), fui chamada para ser atendida, o médico tinha uma cara super esticada e fiquei me perguntando o motivo.
O médico perguntou por que eu estava lá e contei todo meu mimimi de colesterol alto e tudo mais. Ele me perguntou de forma direta: entao, você quer fazer uma lipo?
Eu não sabia o que falar, mas eu finalmente comecei a ligar todas as coisas: eu estava em uma clínica de cirurgia plástica?
- Olha só, eu não quero fazer cirurgia nenhuma, eu quero uma dieta pra eu perder uns quilos e fazer as pazes com o colesterol e meu corpo.
- Mas, eu preciso sustentar meus três filhos, preciso colocar um bisturi bem afiadinho em você. (risadas do médico esticado)
- Então, eu acho que houve um grande engano, a fulana de tal me indicou seu nome como endócrino.
- Ah, a fulana de tal! A mãe dela tá pensando em fazer lipo.
- Hmm... entendo. Bem, então acho que tem algo errado, foi um grande mal entendido, mas obrigada pela sua atenção.
- Mas então Thayz, você é casada?
- Sim.
- O que você acha de fazer uma surpresa pro seu marido e fazer uma lipo? Tenho certeza que ele vai gamar.
- Eu quero que meu marido se lasque se ele quiser que eu faça lipo (cara de espanto do médico). Na verdade, ele acha muito curioso essa história de colocar silicone e morre de curiosidade de jogar uma pedra pra saber o que quebra primeiro (cara de terror do médico).
- Entendo...
- Então tá, obrigada e desculpa qualquer coisa.
Depois que eu sai de lá, eu tive um ataque de riso que não passou até agora. Finalmente entendi a conversa das meninas e a pergunta da garota sobre a quantidade de silicone que eu supostamente coloquei.
Será que foi uma pegadinha? Ou eu sou desligada ao extremo? Pode ser os dois, né?

9 comentários:

Bárbara Lopes disse...

HAHAHAHHAHAHHA
Ainda bem que você achou engraçado. Eu ia achar história de terror, daquelas em que os mocinhos vão parar em um castelo no meio da tempestade. E tem uns zumbis plastificados e um doutor maluco perseguindo a mocinha com um bisturi afiado.

celia disse...

hahahahaha também.
isso é história ou hestória? não entendi ainda. Embora saiba que existem "carniceiros" que se dizem médicos. O
s que não agradam nem a si mesmo e acham que as pessoas não precisam viver, precisam se justificar perante os outros, sempre.
Meu Deus.

Karla Avanço disse...

Concordo com a Barbara, ainda bem que você achou graça. ia sair de lá assustadíssima.
E que história é essa, o homem fala que tem filhos pra sustentar e que tem de por o bisturi em vc?
Cruzes!

Liliane disse...

Fiquei incrível com a surrealidade dessa consulta(?) médica. Que médico louco é esse que acha que cirurgia desnecessária é ganha-pão... Que bom que você saiu rindo eu estaria em choque, em panico!

Barbara Manoela disse...

Thayz, isso é sério ou foi um desses pesadelos bizarros?
bjo
Babi M.

Nessa Guedes disse...

Caraioooo
Tô rindo muuuuuuuito!
Se fosse eu, acho que ficaria assustada e mandaria as meninas entrarem no blogueiras feministas ahuiaea

Sara Siqueira disse...

hauhauahuahuahauahuahua
Eu ri tanto das suas respostas pro médico!!!

Luci disse...

hahahahahahahhaha meu deus! e eu, aqui, cho-ca-da com o medico falando em bisturi. "meu deus, a medicina brasileira anda cada vez mais extrema".

Sardenta disse...

Minha história é baseada em fatos reais, por isso, eu sofri tudinho! :(